Sindicato em

Notícias

Notícias

Sindicato recorre à Justiça para impedir enfraquecimento do Revalida

O Sindicato dos Médicos do Ceará, por meio da sua Assessoria Jurídica, impetrou Mandado de Segurança Preventivo no Tribunal Regional Federal 5ª Região (TRF-5), nesta sexta-feira (9), para impedir que sejam concedidas medidas liminares que flexibilizam a exigência de prova para a revalidação dos diplomas expedidos por instituições estrangeiras a médicos brasileiros ou estrangeiros. O Sindicato destaca a importância do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida) e defende a legislação de regência do referido instrumento para que não se abra nenhuma exceção, com intuito de defender a Medicina de qualidade e o atendimento digno aos pacientes.

Leia mais: Sindicato oficia MEC acerca do risco de decisões judiciais que permitem a atuação de médicos sem Revalida

Residência médica: Saúde pede que Comissões fiquem atentas ao envio do monitoramento mensal de profissionais

Em razão da pandemia, as liminares concedidas na Justiça Federal estão atendendo aos pedidos dos municípios para ampliar as equipes médicas nos hospitais públicos; porém, de acordo com a entidade sindical, a decisão é temerária, pois coloca na linha de frente contra a Covid-19 profissionais que não passaram por uma avaliação do Estado brasileiro para que possam realizar suas atividades, além de trazer riscos aos pacientes. 

O Sindicato reitera a importância do Revalida, pois este é um instrumento que qualifica os profissionais com diplomas de Medicina do exterior para que possam atuar no Brasil, levando em consideração, principalmente, a segurança dos pacientes que devem receber assistência qualificada, amparada nos critérios do Exame, que exige dos profissionais a aprovação em importantes etapas, como a avaliação de documentos e a realização de provas práticas. “Ou seja, o Revalida apresenta-se como um exame de conhecimentos, habilidades e competências para exercício da Medicina, de modo a apurar a suficiência técnica do médico formado no exterior”, explica o presidente da entidade, Dr. Leonardo Alcântara.

Mobilização Parlamentar Urgente

Somando esforços junto ao Sindicato dos Médicos do Ceará, o Conselho Federal de Medicina (CFM) convoca todos os profissionais a encaminhar, de modo urgente, mensagens aos deputados federais pedindo que digam NÃO aos projetos de lei 881/2021 e 3.252/2021, que permitem a atuação dos portadores de diplomas obtidos no exterior exerçam a Medicina no Brasil sem passarem pelo Revalida. A autarquia disponibilizou uma plataforma, na qual o profissional – após se identificar – pode enviar um e-mail aos parlamentares da bancada de seu estado. O link de acesso encontra-se em aqui

O Sindicato continuará acompanhando, ativamente, todo o processo de discussões a respeito do Revalida, tendo em vista a importância de essas medidas impactarem diretamente na vida e na segurança da população brasileira.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

logo-sindmed-2018-branco-rodape.png

Rua Pereira Filgueiras, 2020, 9º Andar - Aldeota
CEP: 60160-194 / Fortaleza - CE
Fone: (85) 3261-4788 / 98956-5419
Email: atendimento@sindmedce.org.br
Horário de atendimento: 8h às 12h e 13h às 17h, de segunda a sexta-feira 

 

Receba os nossos Boletins de Notícias!

Não enviamos Spam! Fique atento ao seu e-mail.